WhatsApp WhatsApp - (16) 99770.3072

Ribeirão Preto é sede de Encontro Nacional de Mulheres que atuam no Agronegócio


 
No dia 10 de março, o Centro de Cana do IAC, em Ribeirão Preto, SP, receberá o V Encontro Cana Substantivo Feminino, evento nacional que reúne cerca e 250 profissionais, 90% do sexo feminino, que atuam no agronegócio, principalmente no setor sucroenergético.
 
São produtoras rurais, profissionais de usinas, de empresas fornecedoras de produtos e serviços, pesquisadoras, professoras, estudantes e jornalistas, que debatem o mercado de trabalho para as mulheres e também as práticas, ações e tecnologias que contribuem para o desenvolvimento sustentável do agronegócio.
 
Ainda não há números corretos sobre a quantidade de mulheres que atuam no agronegócio brasileiro. Breve isso irá mudar, pois a ABAG - Associação Brasileira do Agronegócio – e a PwC irão realizar uma pesquisa nacional para apurar a participação feminina no campo.
 
Mas é possível calcular que muito desse território ainda está para ser conquistado pelas mulheres. Tomando por base a agroindústria canavieira, que além da área agrícola, engloba indústria, logística, mercado, pesquisa e tecnologia, calcula-se que o setor empregue direta e indiretamente dois milhões de pessoas, sendo que, segundo estimativas não muito aprofundadas, as mulheres ocupam 15% dessas vagas. 
 
Sabe-se também, que esse cenário está em transformação, pois além da evolução tecnológica que reduz a necessidade de força física nas operações rurais – o que era um obstáculo para a maior presença feminina –, a mulher está muito mais qualificada, já ocupa 60% dos bancos universitários. Até mesmo em cursos considerados “mais para homens”, como Agronomia, a mulher não é mais a minoria. 
 
“Elas são maioria nas graduações e nos mestrados e são mais capacitadas. As empresas precisam buscar talentos e não podem se dar ao luxo de não atrair essas mulheres”, diz Ana Paula Malvestio, Sócia e Líder de Diversidade & Inclusão na PwC Brasil.
 
De acordo com a jornalista Luciana Paiva, organizadora do Encontro Cana Substantivo Feminino, o evento é comemorativo ao Dia Internacional da Mulher, mas os homens são muito bem-vindos, afinal o objetivo é incentivar a diversidade no setor. A inscrição antecipada é gratuita pelo site: www.canasubstantivofeminino.com.br
 
Programação do V Encontro Cana Substantivo Feminino
 
Dia 10 de março 2016, no Centro de Cana do IAC, Ribeirão Preto, SP
 
8h00 às 8h45 – retirada das credenciais
 
8h45 – abertura
 
9h00 às 10h30 – A sustentabilidade ganha espaço na gestão empresarial – das ações socioambientais à boa empresa para trabalhar
 
Abertura e Mediação – Maria Luiza Barbosa, diretora da TerraGrata Consultoria e Consultora de Sustentabilidade da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica); confirmada
 
Debatedoras: Ana Carolina Velasco, Gerente de Relacionamento do GIFE - Grupo de Institutos Fundações e Empresas, confirmada
 
Cristiane Lourenço, Gerente de Desenvolvimento Sustentável e Parcerias na Cadeia de Valor da Bayer CropScience, confirmada
 
10h30 às 11h00 – café
 
11h00 às 13h00 – Debate: O setor sucroenergético sob a ótica feminina – como e onde melhorar - da área agrícola ao mercado externo
 
Abertura e mediação – Luciana Paiva, editora da revista CanaOnline
 
Debatedoras:
 
Alessandra Orlando, gerente de Consultoria de RH da área de Etanol, Açúcar e Bioenergia da Raízen; confirmada
 
Béatrice de Toledo Dupuy, Gerente de Comunicação Corporativa da Tereos Guarani; confirmada
 
Danila Passarin, pesquisadora do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC); confirmada
 
Elis Santos, da DEAG, Documentação e Trâmites Aduaneiros; confirmada
 
Maria Paula Curto, Diretora de Recursos Humanos da Biosev; confirmada
 
Priscilla Valerio de Almeida, Diretora Administrativa da Agrícola Volta Grande, Piracicaba, SP; confirmada
 
Márcia Rossini Mutton, professora da FCAV – Unesp de Jaboticabal, SP, confirmada
 
13h00 às 14h00 – Brunch
 
14h00 às 15h30 – Debate: O agronegócio sob a ótica feminina – como e onde melhorar
 
Abertura e Mediação: Mônika Bergamaschi, ex-secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e atual presidente-executiva do Instituto Brasileiro para Inovação e Sustentabilidade no Agronegócio (Ibisa); confirmada
 
Debatedoras:
 
- Elizana Baldissera Paranhos, agricultora de Capão Bonito, SP, vencedora da região Sudeste do País do Desafio de Máxima Produtividade da Soja (2014), realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) confirmada
 
- Mirela Gradim, Superintendente da Coplana - Cooperativa Agroindustrial, Guariba, SP; confirmada
 
- Paula Bellodi Santana, produtora de cana, noz macadâmia e gado, Jaboticabal, SP, confirmada
 
15h30 -  Café
 
16h00 às 17h40 - Princípios de Empoderamento das Mulheres, iniciativa da ONU Mulheres e do Pacto Global criada para incentivar a igualdade de gênero e o empoderamento da mulher no trabalho e na comunidade
 
Abertura e mediação – Ana Paula Malvestio, Sócia e Líder em Diversidade da PwC, confirmada
 
Palestrantes: 
 
- Danieli Tassi Simioni Gemael, gerente de Divisão na Itaipu Binacional, confirmada
 
- Carla Pires, Grupo Odebrecht; confirmada
 
- Pedro Mizutani, vice-presidente de Açúcar, Etanol e Energia da Raízen - confirmado
 
18h00 – Show com Grupo Todos Nós – Pedro Mizutani, Vice-Presidente da - Raízen confirmado
 
INSCRIÇÃO ANTECIPADA GRÁTIS - SITE: www.canasubstantivofeminino.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

Veja também:
Mecanização da colheita de cana
Eixo de caminhão: entenda as diferenças
Moagem de cana da Odebrecht Agro deve crescer 5,5%
Terceirização de frota gera economia de até 30% para empresas